Gabriel Gomes e Luis Varatojo

Músico e compositor, iniciou a carreira no final dos anos 80 com a Sétima Legião, grupo com o qual gravou cinco álbuns de originais: “A um Deus Desconhecido”, “Mar de Outubro”, “De um Tempo Ausente”, “O Fogo”, e “Sexto Sentido”.

Mais tarde participa na fundação dos Madredeus, com quem gravou também cinco discos:  “Os Dias da MadreDeus”, “Existir”, “OEspírito da Paz”, “Ainda” e “O Paraíso”.

A partir de 1996 decide dedicar mais tempo a uma área que já o fascinava: as novas ferramentas e linguagens do mundo digital. Editou um disco sob a designação de Projecto Om e outro com o nome de Tjak, onde explora os caminhos da música electrónica. Foi também fundador do grupo Os Poetas – numa vertente mais acústica e dedicada à palavra – com o qual gravou um álbum.

Gabriel Gomes e Luis Varatojo

Músico e compositor, começou na segunda metade dos anos 80 com os Peste & Sida gravando quatro álbuns de originais: “Veneno”, “Portem-se Bem”, “É Que É!” e “Eles Andam Aí”.

Em meados dos anos 90 grava três álbuns como Despe e Siga: “Despe e Siga”, “Os Primos”, “99.9”.

No início de 2000 inicia uma parceria com João Aguardela, com quem criou o projecto Linha da Frente em 2002, e a banda A Naifa em 2004. A Linha da Frente deixou o registo de um disco homónimo de originais. Com a Naifa trocou a guitarra eléctrica pela guitarra portuguesa e editou cinco álbuns: “Canções Subterrâneas”, “3 minutos antes de a maré encher”, “uma inocente inclinação para o mal”, “não se deitam comigo corações obedientes” e “As Canções d’A Naifa”, e um livro: “Esta depressão que me anima”.

Partilhar